Romênia | Vlad o Empalador - A Verdadeira História do Conde Drácula - World by 2

Romênia | Vlad o Empalador - A Verdadeira História do Conde Drácula

Publicado em 28/05/2019

Em 1897, Bram Stoker publicou seu romance Drácula.
O conceito de um homem/vampiro que iria beber o sangue de seres humanos e caçá-los no meio da noite era aterrorizante para a época.
A figura que tanto assustava era o conde Drácula, o personagem com uma necessidade insaciável de sangue humano. Por mais aterrorizante que Drácula fosse, no entanto, havia algum consolo no fato de que ele era simplesmente um personagem preso nas páginas de um livro.
Imagine então se naquela época as pessoas soubessem que Bram Stoker tirou a inspiração na vida de um homem que era, se possível, ainda mais aterrorizante do que o conde Drácula.
Vlad, o Empalador, Príncipe da Valáquia, era um temido governante da região da Transilvânia que levava o terror a todos que ousavam atravessar seu caminho.
Vlad nasceu em 1431 durante um período de particular agitação. Seu pai recebeu o sobrenome Dracul, que significa dragão, depois de ter sido introduzido na Ordem do Dragão, uma ordem militar cristã apoiada pelo Sacro Imperador Romano.
Após a morte de sua família, que a maioria dos especialistas acredita que foi o ponto em que Vlad começou a se tornar o empalador implacável que ele seria, Vlad assumiu um novo nome: Vlad Dracula, ou o filho do dragão. 
Depois de recuperar o poder, o reinado de Vlad Dracula se tornou verdadeiramente sangrento. 
A fim de afirmar o domínio da Transilvânia e solidificar-se como um líder temível, Vlad organizou um banquete, convidando todos aqueles que queriam se opor a ele.
Quando os opositores chegaram, ele apunhalou todos eles e empalou seus corpos ainda se contorcendo em espetos.
Aparentemente, a tática funcionou tão bem que Vlad decidiu levá-la a todos que resolvessem se opor a suas idéias. A literatura na época afirma que ele matou 80.000 pessoas, e empalou cerca de 20.000 deles durante o seu reinado.
Mas com o passar do tempo, os otomanos ganharam força suficiente e apoio militar para tomar o trono de Vlad. Marcharam até a cidade de Bucareste para derrubá-lo. Durante a emboscada, Vlad, o Empalador, foi morto, decapitado e, como segundo a lenda, sua cabeça foi enviada de volta a Constantinopla para ser exposta sobre os portões da cidade.
Embora a lenda de sua cabeça sobre os portões de Constantinopla sobreviva, houve pouca menção sobre seu corpo após sua morte.
As ruínas da fortaleza de Vlad foram reveladas em 1972 por arqueólogos romenos exatamente no coração de Bucareste, na cidade velha. Sendo tão fácil a localização, não hesite em passear na Strada Franceza para dar uma espiada.

*Planeje sua viagem:

- Encontre passagens pela Passagens Promo
- Encontre onde ficar com a Booking.com
- Faça seu seguro viagem com a Seguros Promo
- Reserve uma casa pelo Airbnb
- Alugue um carro com a RentCars
- Já saia com internet no celular com a EasySim4U
* Usando os sites parceiros, nós recebemos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog sempre atualizado!
2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários:

  1. o povo vai td pra brasov, mas foi realmente nesse ponto de bucareste que ele viveu!
    * tb tenho uma foto ae na frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que descobrimos que ele só dormiu umas 3 noites no famoso Castelo de Bran até desanimamos de ir conhecer.

      Excluir



Mais vistos da semana