Rússia | Moscou - Mausoléu do Lenin - World by 2

Rússia | Moscou - Mausoléu do Lenin

Publicado em 14/02/2020

O mausoléu de Lenin, local onde o corpo mumificado de Lenin ainda é preservado, tornou-se uma das principais atrações turísticas de Moscou. 
Lenin morreu em 1924 (aos 53 anos), mas apesar de ter expressado sua vontade de ser enterrado em São Petersburgo, junto com sua mãe, Stalin insistiu na decisão de embalsamar seu corpo.
Na visita ao mausoléu, antes de entrar, você passará em frente à Necrópole do Muro do Kremlin, na qual estão enterrados outros militares ou ex-presidentes soviéticos, como Stalin, Chernenko, Brezhnev ou Yuri Andropov, além de celebridades russas, como o astronauta Yuri Gagarin.
lenin morte historia moscou
Foto: Oleg Lastochkin/RIA Novosti
No próprio mausoléu há um laboratório com biólogos, bioquímicos e anatomistas. A cada ano, durante dois meses, o corpo é tratado com uma solução especial, eles também mudam de traje e os danos que o corpo pode ter sofrido são reparados. O corpo é protegido por um sarcófago de vidro à prova de balas.
Com tantos tratamentos químicos, o corpo de Lenin se parece cada vez mais com um manequim de cera, pelo menos foi a impressão que tivemos ao visitar o local.
Vale destacar que fotos são estritamente proibidas dentro do mausoléu.


Site Oficial


Preços

💲Entrada gratuita

Horários

Terça, quarta, quinta e sábado, das 10h às 13h, desde que não seja feriado, não haja ato oficial ou não coincida com nenhum período de tratamento corporal ou restauração de monumento. 

Endereço e Como chegar

Praça Vermelha, Moscou, Rússia

*Planeje sua viagem:

- Encontre passagens pela Passagens Promo
- Encontre onde ficar com a Booking.com
- Faça seu seguro viagem com a Seguros Promo
- Reserve uma casa pelo Airbnb
- Alugue um carro com a RentCars
- Já saia com internet no celular com a EasySim4U
* Usando os sites parceiros, nós recebemos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog sempre atualizado!
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Mais vistos da semana