Como ter Inteligência Emocional - World by 2 - Dicas de Viagem

Como ter Inteligência Emocional

Publicado em 15/06/2020

Como você lida com as dificuldades? Você é conhecido por combater o estresse com serenidade ou acha difícil evitar perder a calma quando as coisas ficam complicadas? 
Se você luta para regular e gerenciar suas emoções e frequentemente experimenta períodos de desespero, provavelmente não é muito resiliente emocionalmente.
dicas de viagem inteligência emoção
No entanto, a boa notícia é que a resiliência emocional pode ser ativamente cultivada e mantida! Você só precisa saber como treinar e fazer. 

O que é inteligência emocional? 

Para dar a definição mais simples, a inteligência emocional descreve como você é capaz de se adaptar e responder a momentos estressantes em sua vida. Quando você é emocionalmente resiliente, é hábil em superar as adversidades sem precisar lidar com muitos efeitos negativos em sua saúde mental. Se você é menos resiliente emocionalmente, a mudança provavelmente é muito difícil para você e pode levar muito tempo para superar uma experiência desafiadora ou angustiante. 
Também é importante notar que sua resiliência emocional pode ser diferente entre as várias esferas da sua vida. Portanto, você pode ser muito resiliente emocionalmente em sua vida profissional, mas a raiva ou a tristeza afetar facilmente em sua vida pessoal. 

10 traços de resiliência emocional 

A inteligência emocional pode parecer diferente dependendo do contexto. No entanto, existem certas características que as pessoas mais resilientes apresentam. Pense nesta lista como uma espécie de teste de resiliência emocional; quanto mais essas características você reconhecer em si mesmo, mais resiliente emocionalmente será. 
Positividade - Você vê o lado bom na maioria das situações e acredita em seus próprios talentos e pontos fortes. Além disso, você sabe que tem a capacidade de passar por momentos difíceis. 
Autoconsciência - Você é capaz de identificar e nomear suas emoções além de entender suas causas. 
Confiança nos outros - Você procura ajuda quando precisa e tem uma rede estreita de pessoas em quem pode confiar para apoiá-lo. 
Realismo - Você tem uma perspectiva precisa sobre o que pode alcançar e onde estão seus talentos, sem superestimar ou subestimar o que pode fazer. 
Desejo de aprender - Você reconhece contratempos e erros como uma oportunidade de aprender; você encontra significado útil em suas próprias lutas. 
Determinação - Você define uma meta e continua trabalhando para alcançá-la, não apenas sonhando e planejando, mas orientando-se ativamente para uma ação produtiva constante. 
Espiritualidade - Embora você não precise ser abertamente religioso, ter algum tipo de espiritualidade desenvolvida se correlaciona com a resiliência. 
Controle da vida - Você reconhece que está no controle de sua própria vida e desenvolvimento, em vez de culpar outras pessoas pela sua situação (seja ela boa ou ruim). 
Humor - Você é capaz de rir de si mesmo e das coisas que acontecem em sua vida, em vez de levar tudo muito a sério o tempo todo. 

Crie seu sistema de suporte 

Embora a inteligência emocional tenha muito a ver com força e emoções internas, é também aprender que é preciso ter uma forte rede de apoio sob você. 
Seu suporte provavelmente incluirá bons amigos e familiares confiáveis, bem como talvez alguns colegas nos quais você confie particularmente. Por outro lado, pense além dessas pessoas. Por exemplo, ao papel que um terapeuta poderia desempenhar em sua vida, mesmo quando você não está tendo uma crise ativa. Muitas pessoas têm pelo menos consultas ocasionais de psicoterapia, que fornecem um suporte útil para refletir sobre decisões e aumentar seu autoconhecimento. 

Aprenda a ser assertivo

A falta de inteligência emocional costuma acompanhar uma certa passividade. Em outras palavras, você provavelmente se encontra de acordo com as preferências de outras pessoas e pode se ver à mercê da vida (em vez de controlá-la). Para se tornar emocionalmente resiliente, você precisa desenvolver habilidades de assertividade e usá-las para se impulsionar em direção a seus objetivos. 
É importante fazer uma distinção entre agressividade e assertividade. A primeira é barulhenta e exigente; a outra é calma, clara e confiante. 

Enfim não se cobre tanto. Tente compreender seus sentimentos e o que o leva a tomar certas atitudes. Analise com calma cada evento de falta de inteligência emocional e compreenda o que o fez agir daquela forma e tente ao máximo não deixar acontecer novamente pelos mesmos motivos.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos da semana