Brasil | Lista de Patrimônios Mundiais da Unesco - World by 2 - Dicas de Viagem

Brasil | Lista de Patrimônios Mundiais da Unesco

Publicado em 26/03/2021

Nosso Brasil tem nada menos que 22 Patrimônios Mundiais da UNESCO (pesquisa em mar/21).
Nossa rica cultura e vasta natureza faz com que o nosso país seja o que mais tem Patrimônios em toda a América do Sul.
Patrimônio Mundial da Unesco Brasil

Patrimônio Cultural

Brasília (1987)

Brasília, capital criada no centro do país em 1956, foi um marco na história do urbanismo. O urbanista Lucio Costa e o arquiteto Oscar Niemeyer pretendiam que todos os elementos - desde o layout dos bairros residenciais e administrativos (muitas vezes comparados à forma de um pássaro em vôo) até a simetria das próprias edificações - estivessem em harmonia com o conjunto da cidade. Os edifícios oficiais, em particular, são inovadores e imaginativos.

Centro Histórico de Salvador na Bahia (1985)

Primeira capital do Brasil, de 1549 a 1763, Salvador testemunhou a fusão das culturas européia, africana e indígena. Foi também, a partir de 1558, o primeiro mercado de escravos do Novo Mundo, com escravos chegando para trabalhar nas plantações de açúcar. A cidade conseguiu preservar muitos edifícios renascentistas notáveis. Uma característica especial da cidade velha são as casas de cores vivas, muitas vezes decoradas com trabalhos em estuque requintado.

Centro Histórico de São Luís (1997)

O núcleo desta cidade histórica do final do século 17, fundada pelos franceses e ocupada pelos holandeses antes de cair sob o domínio português, preservou a planta retangular original em sua totalidade. Graças a um período de estagnação econômica no início do século 20, um número excepcional de belos edifícios históricos sobreviveram, tornando este um exemplo notável de uma cidade colonial.

Centro Histórico da Vila de Diamantina (1999)

Diamantina, uma vila colonial incrustada como uma joia em um colar de inóspitas montanhas rochosas, relembra as façanhas dos garimpeiros de diamantes no século 18 e testemunha o triunfo do esforço cultural e artístico do homem sobre o meio ambiente.

Centro Histórico da Cidade de Goiás (2001)

Goiás é testemunha da ocupação e colonização das terras do Brasil central nos séculos XVIII e XIX. O traçado urbano é um exemplo do desenvolvimento orgânico de uma cidade mineira, adaptado às condições do local. Embora modesta, a arquitetura pública e privada formam um todo harmonioso, graças ao uso coerente de materiais locais e técnicas vernáculas.

Centro Histórico da Vila de Olinda (1982)

Fundada no século 16 pelos portugueses, a história da cidade está ligada à indústria da cana-de-açúcar. Reconstruída após ser saqueada pelos holandeses, sua estrutura urbana básica data do século XVIII. O equilíbrio harmonioso entre os edifícios, os jardins, as 20 igrejas barrocas, os conventos e capelas contribuem para o encanto particular de Olinda.

Cidade Histórica de Ouro Preto (1980)

Fundada no final do século XVII, Ouro Preto foi o foco da corrida do ouro e da época de ouro do Brasil no século XVIII. Com o esgotamento das minas de ouro no século XIX, a influência da cidade diminuiu, mas muitas igrejas, pontes e fontes permanecem como um testemunho da prosperidade do passado e do talento excepcional do escultor barroco Aleijadinho.

Ruínas de São Miguel das Missoes (1984)

As ruínas de São Miguel das Missões no Brasil, encontram-se no coração de uma floresta tropical. São os impressionantes vestígios de cinco missões jesuítas, construídas nas terras dos Guaranis durante os séculos XVII e XVIII. Cada um é caracterizado por um layout específico e um estado de conservação diferente.

Conjunto Moderno da Pampulha (2016)

O Conjunto Moderno da Pampulha foi o centro de um projeto visionário de cidade-jardim criado em 1940 em Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais. Projetado em torno de um lago artificial, este centro cultural e de lazer incluiu um cassino, um salão de festas, o Golf Yacht Club e a igreja de São Francisco de Assis. Os prédios foram projetados pelo arquiteto Oscar Niemeyer, em colaboração com artistas inovadores. Compreende formas arrojadas que exploram o potencial plástico do concreto, ao mesmo tempo que fundem arquitetura, paisagismo, escultura e pintura em um todo harmonioso. 

Rio de Janeiro: paisagens cariocas entre a montanha e o mar (2012)

O local consiste em um cenário urbano excepcional que reúne os principais elementos naturais que moldaram e inspiraram o desenvolvimento da cidade: dos pontos mais altos das montanhas do Parque Nacional da Tijuca até o mar. Eles também incluem o Jardim Botânico, inaugurado em 1808, o Morro do Corcovado com sua célebre estátua de Cristo e as colinas ao redor da Baía de Guanabara, incluindo as extensas paisagens projetadas ao longo da Baía de Copacabana que contribuíram para a cultura de vida ao ar livre desta cidade espetacular. O Rio de Janeiro também é reconhecido pela inspiração artística que proporcionou a músicos, paisagistas e urbanistas.

Santuário do Bom Jesus do Congonhas (1985)

Este santuário mineiro, ao sul de Belo Horizonte, foi construído na segunda metade do século XVIII. É constituída por uma igreja com um magnífico interior rococó de inspiração italiana; uma escada externa decorada com estátuas dos profetas; e sete capelas que ilustram a Via Sacra, nas quais as esculturas de Aleijadinho são obras-primas de uma forma expressiva, comovente e muito original da arte barroca.

Praça São Francisco na Freguesia de São Cristóvão (2010)

A Praça de São Francisco, na localidade de São Cristóvão, é um espaço aberto rodeado por edifícios antigos como a Igreja e Convento de São Francisco, a Igreja e a Santa Casa da Misericórdia, o Palácio Provincial e as casas associadas de diferentes períodos históricos que rodeiam a praça. Este conjunto monumental, juntamente com o casario envolvente dos séculos XVIII e XIX, cria uma paisagem urbana que reflete a história da vila desde os seus primórdios. O complexo franciscano é um exemplo da arquitetura típica da ordem religiosa desenvolvida no Nordeste do Brasil.

Parque Nacional da Serra da Capivara (1991)

Muitos dos inúmeros abrigos de pedra do Parque Nacional da Serra da Capivara são decorados com pinturas rupestres, algumas com mais de 25.000 anos. Eles são um testemunho notável para uma das comunidades humanas mais antigas da América do Sul.

Sítio Arqueológico Cais do Valongo (2017)

O Sítio Arqueológico do Cais do Valongo está localizado no centro do Rio de Janeiro e abrange toda a Praça do Jornal do Comércio. É na antiga zona portuária do Rio de Janeiro que foi construído o antigo cais de pedra para desembarque de africanos escravizados que chegassem ao continente sul-americano a partir de 1811. Estima-se que 900.000 africanos chegaram à América do Sul via Valongo.

Patrimônio Natural 

Reservas do Sudeste da Mata Atlântica (1999)

As Reservas do Sudeste da Mata Atlântica, nos estados do Paraná e São Paulo, contêm alguns dos melhores e mais extensos exemplares de Mata Atlântica do Brasil. As 25 áreas protegidas que compõem o local (cerca de 470.000 ha no total) apresentam a riqueza biológica e a história evolutiva dos últimos remanescentes de floresta atlântica. Desde montanhas cobertas por densas florestas, até zonas úmidas, ilhas costeiras com montanhas e dunas isoladas, a área compreende um rico ambiente natural de grande beleza paisagística.

Ilhas Atlânticas Brasileiras: Reservas de Fernando de Noronha e Atol das Rocas (2001)

Picos da cordilheira submarina do Atlântico Sul formam o Arquipélago de Fernando de Noronha e o Atol das Rocas na costa do Brasil. Representam grande parte da superfície insular do Atlântico Sul e suas ricas águas são extremamente importantes para a reprodução e alimentação de atuns, tubarões, tartarugas e mamíferos marinhos. As ilhas abrigam a maior concentração de aves marinhas tropicais do Atlântico Ocidental. Baia de Golfinhos tem uma população excepcional de golfinhos residentes e na maré baixa o Atol das Rocas oferece uma paisagem espetacular de lagoas e piscinas naturais repletas de peixes.

Complexo de Conservação da Amazônia Central (2000, 2003)

O Complexo de Conservação da Amazônia Central constitui a maior área protegida da Bacia Amazônica (mais de 6 milhões de hectares) e é uma das regiões mais ricas do planeta em termos de biodiversidade. Inclui também uma importante amostra de ecossistemas de várzea, florestas de igapó, lagos e canais que assumem a forma de um mosaico aquático em constante evolução que abriga a maior variedade de peixes elétricos do mundo. O local protege as principais espécies ameaçadas, incluindo o peixe pirarucu gigante, o peixe-boi da Amazônia, o jacaré e duas espécies de botos.

Áreas Protegidas do Cerrado: Parques Nacionais da Chapada dos Veadeiros e Emas (2001)

Os dois locais incluídos na designação contêm flora e fauna e os principais habitats que caracterizam o Cerrado - um dos mais antigos e diversos ecossistemas tropicais do mundo. Por milênios, esses locais serviram de refúgio para várias espécies em períodos de mudanças climáticas e serão vitais para a manutenção da biodiversidade da região do Cerrado durante as futuras flutuações climáticas.

Reservas de Mata Atlântica da Costa do Descobrimento (1999)

As Reservas de Mata Atlântica da Costa do Descobrimento, nos estados da Bahia e Espírito Santo, consistem em oito áreas protegidas distintas contendo 112.000 ha de Mata Atlântica e arbustos associados ( restingas ). As florestas tropicais da costa atlântica do Brasil são as mais ricas do mundo em termos de biodiversidade. O local contém uma gama distinta de espécies com alto nível de endemismo e revela um padrão de evolução que não é apenas de grande interesse científico, mas também é importante para a conservação.

Parque Nacional do Iguaçu (1986)

O parque compartilha com o Parque Nacional do Iguaçu, na Argentina, uma das maiores e mais impressionantes cachoeiras do mundo, que se estende por cerca de 2.700 m. É o lar de muitas espécies raras e ameaçadas de extinção da flora e da fauna, entre elas a ariranha e o tamanduá-bandeira. As nuvens de spray produzidas pela cachoeira são propícias ao crescimento de uma vegetação exuberante.

Área de Conservação Pantanal (2000)

A Área de Conservação do Pantanal consiste em um agrupamento de quatro áreas protegidas com uma área total de 187.818 ha. Localizado na região centro-oeste do Brasil, no canto sudoeste do Estado de Mato Grosso, o local representa 1,3% da região do Pantanal brasileiro, um dos maiores ecossistemas úmidos de água doce do mundo. Aqui estão as cabeceiras dos dois principais sistemas fluviais da região, os rios Cuiabá e Paraguai, e a abundância e diversidade de sua vegetação e vida animal são espetaculares.

Patrimônio Misto

Paraty e Ilha Grande - Cultura e Biodiversidade (2019)

Essa paisagem natural-cultural abrange o centro histórico de Paraty, uma das cidades costeiras mais bem preservadas do Brasil, quatro áreas naturais protegidas da Mata Atlântica brasileira, um dos cinco principais focos de biodiversidade do mundo, além de parte da Serra da Bocaina e a região costeira do Atlântico. A Serra do Mar e a baía da Ilha Grande abrigam uma diversidade impressionante de espécies animais, algumas delas ameaçadas, como a onça pintada, o caititu e diversas espécies de primatas, incluindo o Muriqui Meridional, que são emblemáticos da propriedade. No final do século 17, Paraty era o ponto final do Caminho do Ouro (Rota do Ouro), ao longo da qual o ouro era embarcado para a Europa. Seu porto servia também como porta de entrada de ferramentas e escravos africanos, enviados para trabalhar nas minas. Um sistema de defesa foi construído para proteger a riqueza do porto e da cidade. O centro histórico de Paraty manteve sua trajetória do século XVIII e grande parte de sua arquitetura colonial datada do século XVIII e início do século XIX.

Fonte: site oficial https://whc.unesco.org/ - tradução por Ana Paula Castelli

*Planeje sua viagem:

- Encontre passagens pela Passagens Promo
- Encontre onde ficar com a Booking.com
- Faça seu seguro viagem com a Seguros Promo
- Reserve uma casa pelo Airbnb
- Já saia com internet no celular com a EasySim4U
* Usando os sites parceiros, nós recebemos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog sempre atualizado!
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos da semana