O Básico do SEO - parte 2 - World by 2 - Dicas de Viagem

O Básico do SEO - parte 2

Publicado em 21/06/2021

Escrever para mecanismos de pesquisa é uma das habilidades mais valiosas que você pode ter se quiser trabalhar na Internet. Esteja você escrevendo um blog, vendendo um serviço ou promovendo seus produtos na Amazon, você pode se diferenciar da concorrência se souber escrever de uma forma que encontre e atraia as pessoas certas.
Você pode estar pensando “ah, mas sou um designer gráfico / ilustrador / artesão, escrever não é importante para o meu negócio”. Errado! Quando você está na internet, as palavras são as únicas coisas que você tem para se comunicar adequadamente com todas as outras pessoas, incluindo os mecanismos de pesquisa (google, bing, yahoo, etc), por isso é crucial que você saiba como e quais palavras usar para obter o máximo de vantagens. 
o que é seo
Agora que examinamos os princípios básicos de SEO para seu blog ou site, é hora de revisar algumas das minhas principais dicas de redação para SEO:

O que é escrever para SEO?

A escrita para SEO é uma habilidade que envolve a comunicação com seus leitores e mecanismos de pesquisa para que seu conteúdo seja classificado em uma posição alta quando as pessoas pesquisarem informações relevantes. 
É mais eficiente do que qualquer método de publicidade - na verdade, ajudará seus anúncios a chegarem às pessoas certas com mais eficiência e sem custo.
Uma boa redação para SEO se parece com qualquer outro tipo de redação - se você fizer isso direito, poderá dizer a um mecanismo de pesquisa sobre o que é seu conteúdo, sem ficar repetindo sempre as mesmas palavras e cansar o seu leitor.

Como otimizar o conteúdo do seu blog para SEO

Antigamente, escrever para SEO envolvia colocar o máximo possível de palavras-chave em um post, mas desde então aprendemos que isso requer muito mais do que quando a internet está repleta de trilhões de palavras sobre os mesmos tópicos. Você não pode simplesmente inserir algumas palavras-chave interessantes e esperar que seu público apareça. 

Pode parecer difícil de acreditar, mas uma boa redação de SEO tem menos a ver com conhecimento técnico e mais com uma compreensão profundamente intuitiva de seu cliente e de seu nicho. Ter um nicho o ajudará a encontrar palavras-chave mais específicas que alcancem as pessoas que procuram exatamente o que você oferece, mesmo que o público pareça menor do que algo mais genérico. As pessoas que procuram sua ajuda especializada estarão mais engajadas e, portanto, mais propensas a confiar em você para o que desejam.
Por exemplo: é mais fácil ter um leitor que vai até o fim do seu post "Como fazer arroz branco soltinho" quando ele procura no google por "arroz branco soltinho" do que um leitor que procura por "arroz".
Quanto mais específico você puder sobre para quem está escrevendo, mais poderá ajudá-los e mais fácil será seu trabalho.

Escolha suas palavras chaves

Sobre o que você está escrevendo? O que alguém se beneficiaria com essa pesquisa de conteúdo no Google? Criar palavras-chave pode ser difícil no início, mas ferramentas como o Google Keyword Planner e o Google Trends podem ajudá-lo a comparar palavras-chave e ver o que está obtendo o maior volume de pesquisas. 
Por exemplo: se você estiver escrevendo um tutorial de crochê, as pessoas provavelmente estarão pesquisando palavras-chave como estas: Tutorial de crochê, Como fazer crochê, dicas de crochê, etc.
Suas palavras-chave devem aparecer organicamente em todo o seu conteúdo nos seguintes locais:
- No título do post
- No primeiro parágrafo do seu artigo
- No link permanente do URL (o endereço do seu post)
- No corpo do seu artigo
- No nome da foto que aparece em seu post
- Na descrição do seu post e da foto que aparece em seu post

Você vai querer que suas palavras-chave apareçam algumas vezes em todo o seu conteúdo, mas tome o cuidado de não parecer repetitivo ou acabar escrevendo um artigo que canse quem está lendo.

Use palavras chave de cauda curta e cauda longa

Palavras-chave de cauda curta têm 2 palavras ou menos, como “dicas de crochê” no exemplo acima. Palavras-chave de cauda longa são, bem, mais longas e mais descritivas, como: “como fazer um colete de crochê”.
Não existe uma estratégia secreta para definir se você deve usar um ou outro. Na verdade, depende do seu setor, de quanta concorrência você tem e do que as pessoas provavelmente pesquisarão. Há vantagens em usar os dois tipos de palavras-chave:

Palavras chave de cauda curta
São palavras mais competitivas - boa sorte para chegar à primeira página do Google para o termo de pesquisa 'camiseta' quando você está enfrentando Lojas Renner, CeA, e outras grandes redes. 
Você até pode pensar: mas o público procurando por essa palavra é enorme - mais pessoas estão pesquisando esses termos genéricos, então são mais atraentes, mas o foco é bem menor e com isso as conversões também são menores 
Uma palavra-chave como “camiseta feminina” pode alcançar mais pessoas do que uma mais longa, como “camiseta feminina vintage de Friends”, mas a última tem mais probabilidade de alcançar seu cliente exato.

Palavras chave de cauda longa
São palavras menos competitivas - se você está vendendo uma camiseta feminina vintage de Friends, terá menos concorrência com essa palavra-chave mais longa do que "camiseta feminina", o que significa que os cliques que você recebe são provenientes de resultados mais relevantes.
Porém você também tem acesso a um público menor - em termos de SEO, nem sempre é ruim ter um público menor se eles têm mais probabilidade de se envolver com seu conteúdo e considerá-lo valioso. Na verdade, um público maior e menos engajado pode parecer ruim para os mecanismos de pesquisa. Se um artigo tem muitos acessos, mas ninguém está compartilhando, comentando ou se preocupando em ler qualquer outra coisa no site, o que isso significa para você?

Crie conteúdo útil e de alta qualidade

Isso parece óbvio, mas pode ser mais difícil do que você pensa. Escrever um bom conteúdo requer tempo e prática, e a única maneira de melhorar é fazê-lo e praticar regularmente. O Google recompensa conteúdo valioso no qual as pessoas clicam, compartilham e engajam.
As pessoas costumam ir ao Google porque precisam de ajuda para resolver um problema - como fazer uma carne assada, qual o melhor restaurante de Campos do Jordão etc. Quanto mais útil e detalhado for o seu conteúdo, mais o Google confiará e recompensará você. Os leitores também recompensarão um bom conteúdo compartilhando-o, o que aumenta a credibilidade.
É fácil escrever conteúdo rápido, se você obter as palavras-chave certas e encontrar os clientes certos, mas você só se prejudica e perde o seu tempo se o conteúdo for medíocre e eles saírem do seu site após 5 segundos. Você quer ser conhecido como o melhor, então certifique-se de que seu conteúdo reflita isso.

Faça links internos

Fazer links internos é uma ótima ferramenta para reduzir sua taxa de rejeição e melhorar o SEO. É mais provável que os leitores fiquem em seu site se um link para conteúdo semelhante estiver fácil de acessa em seu artigo. 
Por exemplo, se você perceber no início deste post eu coloquei um link para o artigo O básico do SEO - parte 1. Isso faz com que a pessoa que ainda não leu este artigo, acabe lendo.
No final dos nossos posts, há também um subtítulo "Veja também", onde linkamos posts internos e externos para leitura que tenham a ver com o conteúdo.

Espero que isso ajude você a entender melhor por que o SEO é tão importante e como implementá-lo da melhor forma para o seu negócio.

Veja também

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos da semana