Colecione Momentos, não Coisas - World by 2 - Dicas de Viagem

Colecione Momentos, não Coisas

Publicado em 16/08/2021

Você já deve ter visto essa frase em algum lugar: "Colecione momentos, não coisas". Até 2016 eu tinha um emprego estável de 11 anos e gastava meu salário basicamente com carro, sapatos e roupas. Eu nunca tive nada de marca de luxo, mas era aquela pessoa que adorava fazer uma compra online.
Até que resolvi deixar meu emprego para ser blogueira em tempo integral. Estudei, fiz cursos e coloquei tudo em prática. Hoje ganho bem menos que antes, mas sou muito mais livre e dona do meu tempo. E isso, ser dona do meu tempo, é muito vai valioso para mim que o carro do ano. Rogério trilhou o mesmo caminho 2 anos depois.
experiências
Depois dessa decisão, decidimos gastar nosso dinheiro com experiências e momentos que criassem boas memórias.
Escolhemos comprar experiências que incluem ir à um show, assistir a uma apresentação de teatro, participar de um evento esportivo, curtir um restaurante diferente, e lógico: viajar para um novo destino.

Mesmo que a sua escolha não seja deixar seu emprego (e realmente não é uma escolha que agrada a todos, e tudo bem!) tente gastar seu dinheiro com momentos e então perceba o valor desses momentos em sua vida. 
Muitas vezes o que mais nos deixa felizes, tem valor, mas não preço... 
Aqui estão algumas razões pelas quais você deve colecionar momentos, não coisas:

É mais divertido esperar por uma experiência do que por algo

Você pode inicialmente se sentir animado ao fazer o pedido daquela blusa que você viu na promoção, mas essa empolgação rapidamente se transforma em normalidade assim que o item chega.
Ao contrário de esperar por um item material, esperar por uma experiência (como férias) provoca sentimentos agradáveis ​​de antecipação. Se você reservar sua viagem com antecedência, tende a ter sensações mais agradáveis ​​e empolgantes quanto mais perto da data de partida.

Os momentos não têm preço

Temos a tendência de atribuir valores ao que compramos, como um carro novo, que pode chegar a R$ 100.000. No entanto, quando se trata de experiências, fica mais difícil atribuir um valor numérico às memórias.

As experiências nos ajudam a aprender sobre nós mesmos

Se você já fez uma viagem solo ou caminhou por uma trilha natural antes, isso lhe deu tempo para refletir e tornar-se autoconsciente.
As experiências nos permitem aprender sobre o que gostamos e o que não gostamos. Elas nos ensinam como enfrentar e até vencer nossos medos. As experiências podem nos testar às vezes e nos mostrar o que somos capazes de realizar.
Subir até o topo de uma montanha, por exemplo, pode testar sua resistência. A escalada ou o bungee jumping podem ajudá-lo a vencer o medo das alturas. Explorar um país que não fala inglês pode ajudá-lo a se tornar mais paciente.

Os momentos nos permitem estabelecer um vínculo com outras pessoas

Comprar uma experiência ajuda a criar uma conexão social com outras pessoas e se essas pessoas são sua família ou amigos, essa experiência será ainda mais especial.
Ao viajar, é fácil criar um vínculo com outros turistas ou habitantes locais conversando. Se você vai a um show, está em um local cheio de outras pessoas curtindo a mesma música que você. Estar mais perto de outras pessoas tende a nos deixar mais felizes.

Experiências criam histórias duradouras

Adoro ouvir histórias sobre as viagens e aventuras das pessoas porque, para mim, é agradável ouvi-las. Acho que a maioria de nós pode concordar que preferimos ouvir sobre o que alguém fez no fim de semana em vez de quais compras eles podem ter feito.
Mesmo que uma experiência não seja agradável no momento, ainda pode se tornar uma boa história no final.

Os momentos são passageiros mas marcam para sempre

As experiências tendem a ser breves, mas as memórias desses momentos podem durar para o resto da vida. Ainda falo e lembro-me com carinho das viagens e shows que fomos no passado. Posso felizmente compartilhar essas memórias com outras pessoas ao meu redor hoje.
Quer você tenha aprendido a falar outro idioma, corrido uma maratona, escalado uma montanha ou caminhado pela ponte Golden Gate de São Francisco - esses momentos podem ser breves, mas ficarão para sempre em sua memória.

Coisas materiais tendem a ficar chatas rapidamente

Digamos que você acabou de comprar o celular mais recente e está animado para mostra-lo aos seus amigos. Na semana seguinte, essa empolgação some e, em poucos meses, esse novo gadget perde o brilho inicial e você já deve estar de olho no próximo gadget disponível no mercado.
Se você se inscreveu em uma série de aulas de pilates, cada aula se torna uma experiência inovadora e você vai demorar muito mais para enjoar da atividade e se sentir entediada.

Muitas pessoas preferem gastar seu dinheiro em itens materiais em vez de experiências. Isso pode ser porque as pessoas gostam de utilizar suas compras materiais como uma demonstração de status ou sucesso profissional para os outros. Em vez de pensar que esses itens vão nos comprar felicidade, tentar acompanhar os “vizinhos” pode realmente nos fazer sentir pior.
Tendemos a não pensar prontamente nas experiências em termos de comparações sociais, como a maneira como consideramos os bens materiais. O dinheiro não compra felicidade, mas comprar uma experiência pode ser a resposta.

"Enquanto você está vivo, colete momentos e não coisas, ganhe respeito, não dinheiro, e desfrute do amor, não de luxos." - Aarti Khurana
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos da semana