O que Você Precisa Saber Antes de Visitar a Bolívia - World by 2 - Dicas de Viagem

O que Você Precisa Saber Antes de Visitar a Bolívia

Publicado em 30/07/2021

dicas bolívia

Básico 

Capital: Sucre (constitucional) e La Paz (Sede do Governo)
Língua: Espanhol
Moeda: Boliviano

Viagem

Validade do passaporte: Deve ser válido no momento da entrada. Turista Brasileiro pode entrar no país com a cédula de identidade (clique para saber mais)
Visto de turista necessário: Para turistas brasileiros, dispensa de visto para até 90 dias.
Vacinações: Exigido comprovante de vacina contra Febre Amarela. (Saiba como conseguir o Cartão de Vacinação Internacional)

Segurança:

Viajar com precauções normais de segurança
✅Viajar com grau moderado de cautela
Viajar com alto grau de cautela
Evitar viagens não-essenciais
Não viajar

Principais destinos   

Na fronteira com o Brasil, Cobija concentra a maior parte da população brasileira residente. 
Está localizada em área de zona franca (ZOFRA), onde os impostos sobre produtos importados são reduzidos. Por este motivo, transformou-se em centro de turismo comercial, principalmente para residentes de Rio Branco/AC. Os principais produtos oferecidos são eletrônicos de origem chinesa, roupas, perfumes, bebidas, etc.
A capital administrativa do Estado Plurinacional da Bolívia, La Paz, situada a 3.600 metros de altitude, é a terceira maior cidade do país, com cerca de um milhão de moradores. Contudo, a zona metropolitana, que abarca ainda as municipalidades de El Alto e Viacha, concentra a maior população urbana do país, com cerca de 2,3 milhões de habitantes.
A cidade de Cochabamba encontra-se no centro de Bolívia. É a terceira cidade em importância econômica no país. É conhecida como a capital gastronômica da Bolívia, porque oferece uma variedade de comidas típicas bolivianas e também internacionais
Puerto Suárez, capital da Província Germán Busch, pertence ao Departamento de Santa Cruz de la Sierra e está localizada na região Oeste, na fronteira com a Cidade de Corumbá - MS. A distância entre o centro urbano de Puerto Suárez e Santa Cruz de la Sierra é de 650km.
Santa Cruz de la Sierra localiza-se no centro do país, nas margens do rio Piraí, no planalto do leste boliviano. A cidade, comumente conhecida simplesmente como Santa Cruz, é a mais importante do Departamento de Santa Cruz. É a maior e mais populosa cidade da Bolívia. Também é considerada o motor econômico do país. Foi fundada em 1561.
Há representação consular do Brasil em La Paz, Cobija, Cochabamba, Guayaramerin, Puerto Suárez e Santa Cruz de la Sierra

Requisitos de entrada     

Os documentos exigidos pelas autoridades migratórias bolivianas são o passaporte ou documento de identidade emitido pelos órgãos de registros estaduais e com validade menor que 10 anos. 
Não são aceitos como forma de identificação CNHs ou carteiras emitidas por entidade de classe.  
Para menores desacompanhados, é necessário portar autorização legalizada. 
Ao ingressar no país, agentes migratórios podem exigir a apresentação de cartão de vacina contra febre amarela.

Formulários alfandegários   

Tanto aos turistas que entram por via aérea quanto aos que entram por via terrestre, a data de chegada é carimbada em um formulário que deve ser reapresentado ao sair do país. 
Para aqueles que ficam além do prazo estabelecido, é cobrada, na saída, uma multa por dia de atraso. 
Para aqueles que perdem o formulário ou que tenham ingressado no país sem conhecimento da imigração, é cobrada uma taxa de evasão de fronteira.

Hospedagem

Booking.com


Cuidados de Saúde

Intoxicação Alimentar               
Deve-se evitar comer em barraquinhas de comida nas ruas e tomar cuidado com o preparo de alimentos nos restaurantes para evitar infecções estomacais e outras doenças. A probabilidade de intoxicação alimentar no país, devido à ausência de cuidados básicos de higiene no manuseio de frutas e demais tipos de alimentos, é alta. Cidadãos brasileiros devem levar ao país anti-ácidos e remédios para diarreia e dores estomacais.

Altitude         
Devido à alta altitude de La Paz e outras áreas do país, existe risco real de danos à saúde para pessoas portadoras de condições específicas, sobretudo moléstias cardiovasculares ou respiratórias, ou de idade mais avançada. Recomenda-se sempre conversar com um médico a respeito antes da chegada ao país, nos casos que inspirem alguma preocupação. Para os demais, é necessário ater-se aos cuidados mínimos durante as primeiras semanas de aclimatação, tais como evitar esforço físico e fadiga, ingerir quantidades adequadas de líquidos e alimentos leves e frescos. São comuns, nos primeiros dias, distúrbios do sono e do apetite, bem como alterações leves no batimento cardíaco, dores de cabeça e tontura. Sinais mais graves, como alteração do ritmo cardíaco podem inspirar cuidados médicos. Os principais hotéis dispõem de tanques de oxigênio que podem ser solicitados, mediante pagamento.

Infraestrutura turística  

La Paz            
O entorno imediato de La Paz oferece diversas opções de passeio, sendo as mais conhecidas o Lago Titicaca (Ilha do Sol e Copacabana), o sítio arqueológico de Tiwanaku (Tiahuanaco) e o mirante de La Cumbre. Para viajantes já bem aclimatados ou escaladores preparados, existem nas imediações os picos nevados do Illimani, Illampu e Huayna Potosí, com elevações superiores a seis mil metros, e o Chacaltaya e Mururata, com mais de cinco mil metros. Atrações naturais ao sul de La Paz – já mais próximas da quota de três mil metros – incluem o Vale da Lua, Vale de las Animas, Muelle del Diablo e Río Abajo.

Santa Cruz de la Sierra        
A cidade é conhecida em todo o país pela excelente tradição gastronômica. Isto se deve à diversidade cultural da população. Entre os pratos mais famosos, estão majao ou majadito, locro e patasca. Também são muito conhecidos: cuñapé, zonzo, empanada de arroz, queso, jigote e carne, bizcocho de trigo, masaco de plátano e de yuca, arepa e queque.

Cochabamba
Cochabamba tem muitos espaços de compra popular, sendo a “Cancha” o espaço mais conhecido, enorme, onde se pode encontrar todo tipo de mercadoria, eletrodomésticos e eletrônicos, utensílios domésticos (cama, mesa, banho), roupas, sapatos, móveis, gêneros alimentícios, dentre muitos outros. Também há bancas em feiras variadas que oferecem uma variedade de produtos brasileiros (café, cuscuz, arroz, margarina, salgadinhos, dentre outros). 
Feiras livres vendem frutas e verduras de ótima qualidade.

*Planeje sua viagem:

- Encontre passagens pela Passagens Promo
- Encontre onde ficar com a Booking.com
- Faça seu seguro viagem com a Seguros Promo
- Reserve uma casa pelo Airbnb
- Já saia com internet no celular com a EasySim4U
* Usando os sites parceiros, nós recebemos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog sempre atualizado!
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos da semana