Lista de Patrimônios Mundiais da Unesco na Holanda - World by 2 - Dicas de Viagem

Lista de Patrimônios Mundiais da Unesco na Holanda

Publicado em 20/05/2022

A Holanda tem 12 bens inscritos como Patrimônio Mundial da UNESCO (pesquisa: abr/22) entre culturais e naturais, incluindo toda uma região de floresta.
Dá uma olhada na lista:
unesco holanda

Patrimônio Cultural

Colônias de Benevolência

A propriedade abrange quatro Colônias de Benevolência em três partes componentes: Frederiksoord-Wilhelminaoord e Veenhuizen na Holanda e Wortel na Bélgica. 
Juntos, eles testemunham um experimento do século XIX de reforma social, um esforço para aliviar a pobreza urbana estabelecendo colônias agrícolas em locais remotos. Fundada em 1818, Frederiksoord (Holanda) é a primeira dessas colônias e abriga a sede original da Sociedade de Benevolência, uma associação que visava reduzir a pobreza em nível nacional. As outras partes componentes foram construídas entre 1820 e 1823. 
Em Frederiksoord-Wilhelminaoord, pequenas fazendas ao longo de avenidas plantadas foram construídas para famílias e esta Colônia foi chamada de 'livre'. 
Wortel é uma Colónia híbrida, primeiro construída para famílias e chamada 'livre', depois habitada por mendigos e catalogada como 'não-livre'. 
Em Veenhuizen, grandes estruturas de dormitórios e grandes fazendas centralizadas ao longo de avenidas plantadas foram construídas para órfãos e mendigos que trabalhavam sob a supervisão de guardas. Esta colônia foi chamada de 'não livre'. 
Cada componente tem um carácter espacial distinto, ligado ao público-alvo para o qual foi construído, e uma organização específica do trabalho, quer com ajuda de familiares quer com instituições com explorações agrícolas para grupos de indivíduos. 
As Colônias foram projetadas como assentamentos e apresentam edifícios residenciais, casas de fazenda, igrejas e outras instalações comunitárias. No seu auge em meados do século 19, mais de 11.000 pessoas viviam em tais colônias na Holanda. Na Bélgica, seu número atingiu o pico de 6.000 em 1910.

Beemster Polder

O Beemster Polder, datado do início do século XVII, é um exemplo excepcional de terra recuperada na Holanda. Conservou intacta sua paisagem bem ordenada de campos, estradas, canais, diques e povoados, dispostos de acordo com os princípios de planejamento clássico e renascentista.

Linhas Holandesas de Defesa da Água

As Linhas Holandesas de Defesa da Água representam um sistema de defesa que se estende por mais de 200 km ao longo da borda do coração administrativo e econômico da Holanda. 
É composto pela Nova Linha de Água Holandesa e pela Linha de Defesa de Amsterdã. Construído entre 1815 e 1940, o sistema consiste em uma rede de fortes, diques, eclusas, estações de bombeamento, canais e pôlderes de inundação, trabalhando em conjunto para proteger a Holanda aplicando o princípio de inundação temporária da terra. 
Foi desenvolvido graças ao conhecimento especial da engenharia hidráulica para fins de defesa mantido e aplicado pelo povo da Holanda desde o século XVI. 

Fronteiras do Império Romano – Os Limes do Baixo Alemão

A costa do Mar do Norte na Holanda, propriedade transnacional é composta por 102 componentes de uma seção das fronteiras do Império Romano, que estendia-se pela Europa, Oriente e Norte da África, por mais de 7.500 km. A propriedade compreende locais e infraestruturas militares e civis que marcaram a fronteira da Baixa Alemanha entre os séculos I e V d.C. Os vestígios arqueológicos na propriedade incluem fortalezas legionárias, fortes, torres, acampamentos temporários, estradas, portos, uma base de frota, um canal e um aqueduto, bem como assentamentos civis, cidades, cemitérios, santuários, um anfiteatro e um palácio. Quase todos esses vestígios arqueológicos estão enterrados no subsolo.

Área Histórica de Willemstad, Curaçao

O povo da Holanda estabeleceu um assentamento comercial em um belo porto natural na ilha caribenha de Curaçao em 1634. A cidade desenvolveu-se continuamente ao longo dos séculos seguintes. A cidade moderna consiste em vários distritos históricos distintos cuja arquitetura reflete não apenas os conceitos de planejamento urbano europeu, mas também estilos da Holanda e das cidades coloniais espanholas e portuguesas com as quais Willemstad se envolveu no comércio.

Ir.DF Woudagemaal (Estação de Bombeamento a Vapor DF Wouda)

A estação de bombeamento de Wouda em Lemmer, na província de Friesland, foi inaugurada em 1920. É a maior estação de bombeamento de vapor já construída e ainda está em operação. 
Representa o ponto alto da contribuição dos engenheiros e arquitetos holandeses para proteger seu povo e sua terra contra as forças naturais da água.

Rede de moinhos em Kinderdijk-Elshout

A notável contribuição do povo da Holanda para a tecnologia de tratamento de água é admiravelmente demonstrada pelas instalações na área de Kinderdijk-Elshout. A construção de obras hidráulicas de drenagem de terrenos para agricultura e povoamento começou na Idade Média e continua ininterruptamente até aos dias de hoje. 
O local ilustra todas as características típicas associadas a esta tecnologia – diques, reservatórios, estações de bombeamento, edifícios administrativos e uma série de moinhos de vento muito bem preservados.

Casa Rietveld Schröder

A Casa Rietveld Schröder em Utrecht foi encomendada pela Sra. Truus Schröder-Schräder, projetada pelo arquiteto Gerrit Thomas Rietveld e construída em 1924. Esta pequena casa familiar, com seu interior, o arranjo espacial flexível e as qualidades visuais, foi um manifesto dos ideais do grupo de artistas e arquitetos De Stijl na Holanda na década de 1920, e desde então é considerado um dos ícones do Movimento Moderno na arquitetura.

Schokland e arredores

Schokland era uma península que no século XV havia se tornado uma ilha. Ocupada e depois abandonada à medida que o mar invadiu, teve de ser evacuada em 1859. Mas após a drenagem do Zuider Zee, desde a década de 1940, passou a fazer parte das terras recuperadas ao mar. Schokland tem vestígios de habitação humana que remontam aos tempos pré-históricos. Simboliza a luta heróica e milenar do povo da Holanda contra a invasão das águas.

Área do anel do canal do século XVII de Amsterdã dentro do Singelgracht

O conjunto urbano histórico do canal de Amsterdã foi um projeto para uma nova 'cidade portuária' construída no final do século XVI e início do século XVII. Compreende uma rede de canais a oeste e a sul da histórica cidade velha e do porto medieval que circundava a cidade velha e foi acompanhado pelo reposicionamento interior dos limites fortificados da cidade, o Singelgracht. 
Tratava-se de um programa de longo prazo que envolvia a ampliação da cidade drenando o pantanal, utilizando um sistema de canais em arcos concêntricos e preenchendo os espaços intermediários. Esses espaços permitiram o desenvolvimento de um conjunto urbano homogêneo, incluindo casas e numerosos monumentos. Essa extensão urbana foi a maior e mais homogênea de sua época.

Fábrica Van Nelle

Van Nellefabriek foi projetado e construído na década de 1920 às margens de um canal na zona industrial de Spaanse Polder, a noroeste de Roterdã. O local é um dos ícones da arquitetura industrial do século XX, composto por um complexo de fábricas, com fachadas constituídas essencialmente por aço e vidro, utilizando em larga escala o princípio da cortina. 
Foi concebida como uma 'fábrica ideal', aberta ao mundo exterior, cujos espaços interiores de trabalho evoluíram de acordo com as necessidades, e onde a luz do dia foi aproveitada para proporcionar agradáveis ​​condições de trabalho. Ele encarna o novo tipo de fábrica que se tornou um símbolo da cultura modernista e funcionalista do período entre guerras e testemunha a longa história comercial e industrial da Holanda no campo da importação e processamento de produtos alimentícios de países tropicais.

Patrimônio Natural

Mar de Wadden

O Mar de Wadden é o maior sistema ininterrupto de areia e lama entre as marés do mundo. O local abrange a Área de Conservação Holandesa do Mar de Wadden, os Parques Nacionais do Mar de Wadden da Alemanha da Baixa Saxônia e Schleswig-Holstein, e a maior parte da área de conservação marítima dinamarquesa do Mar de Wadden. 
É um ambiente de zonas úmidas costeiras grandes, temperadas e relativamente planas, formado pelas intrincadas interações entre fatores físicos e biológicos que deram origem a uma multiplicidade de habitats de transição com canais de maré, prados de ervas marinhas, bancos de mexilhões, bancos de areia, lodaçais, sapais, estuários, praias e dunas. 
A área abriga inúmeras espécies de plantas e animais, incluindo mamíferos marinhos, como a foca, a foca cinzenta e a toninha.

Fonte: site oficial https://whc.unesco.org/ - tradução por Ana Paula Castelli

Se você gostou desse post, por que não compartilha com seus amigos? Isso significaria muito para mim! Certifique-se também de se juntar aos nossos companheiros de viagem e me seguir no Facebook Youtube ou Instagram para atualizações de viagens e ainda mais fotos! Se você não quer perder novos posts assine nossa newsletter!

Veja também

*Planeje sua viagem:

- Encontre passagens pela Passagens Promo
- Faça seu seguro viagem com a Seguros Promo
- Reserve seus passeios com a Get your Guide
- Encontre onde ficar com o Airbnb ou com a Booking.com
- Já saia com internet no celular com a Viaje Conectado
* Usando os sites parceiros, nós recebemos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog sempre atualizado!

0 comentários via Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos da semana